domingo, 30 de janeiro de 2011

CD 1ª Divisão: SC Beira-Mar 5 x 4 Saavedra Guedes

A equipa sénior recebeu na tarde de ontem a formação do Saavedra Guedes, em jogo a contar para 14ª jornada do campeonato.

Os auri-negros entraram bem na partida e com vontade de vencer este encontro. A motivação era visível, assim como a qualidade defensiva e atacante. Aos 3 minutos, Nando inaugurou o marcador (1-0). Após este golo, os auri-negros não baixaram os braços e continuaram à procura do segundo tento, embora a estratégia dos adversários tenha mudado, começando os mesmos a realizar uma maior pressão sobre o portador da bola. Tal estratégia não resultou, dado que foi novamente o SC Beira-Mar a conseguir marcar. Hugo Alves num bom remate rasteiro aumentou a vantagem para 2-0. Depois do 2º golo verificou-se uma ligeira reacção da equipa do Saavedra Guedes mas sem nunca incomodar o último reduto beiramarense. Quando faltavam apenas 3 minutos para o descanso, Nando voltou a marcar e colocou o resultado em 3-0 ao intervalo.

Na etapa complementar, a equipa da casa voltou a entrar bem no desafio, chegando à vantagem de 5 bolas sem resposta, com golos de Rui e, uma vez mais, Nando. No entanto, a partir desta fase e numa altura em que não se esperava outra coisa senão uma vitória folgada e justa por parte do SC Beira-Mar, surgiu a reacção do adversário. Após algumas mudanças dos técnicos beiramarenses, fazendo descansar alguns dos jogadores mais utilizados, o conjunto de Israel e Paulo ressentiu-se, relaxou em demasia e começaram a surgir as perdas de bola e os erros defensivos. Perante alguma desconcentração, os visitantes conseguiram reagir e "regressar" ao jogo, recuperando num espaço de 5 minutos para 5-3. Galvanizada, a equipa de José Romão dispôs ainda de um penalty com a consequente expulsão de Rui Duarte. Na conversão do castigo, o Saavedra Guedes conseguiu o impensável: reduzir de 5-0 para 5-4! A faltarem pouco mais de 3 minutos para o término do encontro, o pior dos cenários pairou no pavilhão do Alboi. Na recta final do encontro e já com os nervos "à flor da pele", a equipa do Beira-Mar conseguiu impôr de novo o seu jogo, evidenciando-se uma boa circulação de bola e uma maior objectividade nos movimentos. Ainda assim, a equipa forasteira tentou arriscar tudo mas, desta vez, sem êxito dado que o SC Beira-Mar venceu mesmo a partida!

Por último e em jeito de conclusão, importa mencionar que esta foi, sem dúvida, uma partida com duas partes completamente distintas. A equipa do SC Beira-Mar conseguiu colocar em prática o seu jogo durante toda a primeira parte, não só pela qualidade de jogo imposta ao adversário ou pelos 3 golos sem resposta, mas sim por conseguir anular completamente o jogo ofensivo do Saavedra. De facto, os homens do antigo técnico José Romão, praticamente não incomodaram o guarda-redes aveirense. Na segunda parte e após algumas mexidas e algum relaxamento, o SC Beira-Mar "passou por um mau bocado". O resultado fixou-se num 5-4, provando que nenhum jogo está ganho até ao apito final do árbitro. O SC Beira-Mar conseguiu atingir o seu objectivo, tendo sofrido desnecessariamente perante um adversário que nunca "virou as costas" à luta e que, sem muito fazer, quase conseguia surpreender a equipa auri-negra. Arbitragem fraca com decisões quase sempre a prejudicaram a formação da casa. Destaque ainda para uma boa assistência nas bancadas e para o apoio dos Ultras Auri-Negros que, uma vez mais compareceram, como é visível no excerto abaixo.

video

Sem comentários: